fbpx

Osteopatia

Osteopatia

Começamos por afirmar que a Osteopatia é uma área da Saúde e que não se trata de uma medicina alternativa, nem de uma série de técnicas desconectadas de uma ideia de conjunto, que não pode ser aplicada fora de um plano de tratamento global osteopático.

Trata-se pois, de uma disciplina terapêutica e de um conjunto de saberes específicos baseados em:

  • Na aplicação de técnicas de normalização das funções alteradas, técnicas Osteopáticas de manipulação e mobilização
  • Na fisiopatología e no conhecimento de como interferem os diferentes tecidos na produção de síntomas e doença
  • Anatomia e fisiología do corpo humano

Como funciona a Osteopatia?


Os mecanismos de autorregulação no organismo estão assegurados pelo sistema nervoso, circulatório e linfático. A perda ou redução destes mecanismos intrínsecos, podem levar a estados patológicos. A intervenção osteopática poderia incidir sobretudo em estados pré-patológicos, quer dizer, em fases de desrugulação funcional, de manifestações sintomáticas iniciais, contudo por falta de informação ou de cultura sanitária, na maioria das vezes se recorre ao tratamento osteopático em fases já avançadas da alteração de saúde. Nestes casos, a Osteopatía facilita os mecanismos inerentes de auto-regulação, permitindo que o corpo se recupere e consiga a normalização das funções alteradas, o que se traduz na diminiução dos sintomas e sua recuperação.

A Osteopatía, actua num contexto de abordagem holística, através de modelos globais, promove ou recupera a homeostasia, ou o equilibrio mecânico do conjunto dos tecidos musculoesqueléticos, nervosos, viscerais, circulatórios etc, e fá-lo com a aplicação de técnicas manuais dirigidas aos tecidos identificados como patológicos, ou disfuncionais, após uma avaliação/diagnóstico funcional osteopático.


 
 
Marcações